Paz, estabilidade e segurança

Os desafios de segurança no mundo estão cada vez mais complexos. A guerra e os conflitos armados exigem soluções políticas. O terrorismo e o crime organizado têm de ser combatidos com medidas transfronteiriças.
Foto: Lars Røraas /Forsvaret

De forma a garantir o bem-estar e a segurança na Noruega e em outros países, temos de trabalhar para prevenir, reduzir e resolver conflitos. É importante uma ordem jurídica a nível mundial e uma inevitável cooperação internacional. Uma defesa coletiva com os nossos aliados dá à Noruega segurança e possibilidade de atuação.

Mesmo no centro está a ONU e a ordem jurídica regida por esta organização. Simultaneamente a ancoragem à OTAN e as relações transatlânticas, são o fundamento da política externa e de segurança da Noruega. O empenho na obtenção da paz e da reconciliação também é essencial, sendo a Noruega um importante apoiante da diplomacia da paz da ONU. O desarmamento mútuo, equilibrado e controlado está conforme os valores e interesses da Noruega. A Noruega também dá ênfase ao uso de medidas políticas de desenvolvimento de combate aos desafios de segurança globais.

Na totalidade, isto é um enquadramento para uma sociedade positiva e segura a nível nacional e internacional.

A noruega deseja contribuir para

  • salvaguardar a segurança, a soberania, a integridade territorial e a liberdade de atuação política da Noruega
  • assegurar a paz, a estabilidade e a resolução de conflitos a nível internacional
  • promover a resistência, os direitos humanos e o desenvolvimento nos estados mais vulneráveis
  • prevenir e combater o radicalismo, o extremismo violento, o crime organizado, a pirataria, as ameaças cibernéticas e os conflitos
  • salvaguardar e desenvolver a ordem jurídica internacional
  • promover o desarmamento equilibrado, mútuo e controlado
FN@2x.png

45 militares ao serviço da ONU

atualmente, a Noruega tem cerca de 45 militares ao serviço da ONU e distribuídos em três missões: MINUSMA no Mali, UNMISS no Sudão do Sul e UNTSO no Médio Oriente. Além disso, participamos com cerca de 30 agentes policiais, respetivamente no Sudão do Sul (UNMISS), Libéria (UNMIL), Haiti (MINUSMA) e Colômbia (UNMC).

verden@2x.png

Assistência contra a criminalidade e contra o terrorismo

em 2016, a Noruega estabeleceu dois novos programas de assistência, um contra a criminalidade grave e organizada e o outro contra o radicalismo, o extremismo violento e o terrorismo.

KvinneSymbol@2x.png

Mulheres e a mediação para a paz

com o apoio da Noruega a «Association of African Women Mediators» estabeleceu-se em 2013. Atualmente, a rede é composta por aproximadamente 150 mulheres, na sua maioria originárias da África do Sul, que se submeteram ao treinamento em negociações de paz.

Esforços da noruega

  • na contribuição, prevenção, redução e resolução de conflitos através do apoio à ONU e do empenho na paz e na reconciliação
  • no apoio à ONU no que respeita à sua função na preservação da paz e da segurança internacional
  • ao desejar tomar parte da responsabilidade como membro eleito do Conselho de Segurança em 2021 e 2022.
  • ao participar de forma ativa na cooperação internacional na ONU, OTAN, OSCE, UE e  no Conselho da Europa
  • na participação internacional em operações de paz  e de coligação
  • na colaboração com os nossos aliados e outros nos desafios de segurança global como o terrorismo, o crime organizado e os ataques cibernéticos
  • ao promover a estabilidade através da formação de instituições e do desenvolvimento
  • ao participar ativamente nas instâncias multilaterais sobre o desarmamento
  • ao trabalhar para que os direitos das mulheres e dos homens sejam salvaguardados em todos os esforços de paz, de estabilidade e de segurança
KvinneSymbol@2x.png

Mulheres, paz e segurança

a participação ativa das mulheres é necessária na resolução de conflitos e na criação duradoura da paz. A Noruega apoia os intervenientes locais, regionais e internacionais no trabalho em prol das mulheres, da paz e da segurança.

Fredsdue@2x.png

Paz e reconciliação na Colômbia

a Noruega, durante décadas, tem estado envolvida nos esforços de paz e reconciliação na Colômbia. Desde 2012, a Noruega tem sido a mediadora oficial, juntamente com Cuba, no processo de paz com as Farc-EP.