Jørgensen e Moe no Porto

26 mai 2018
Ingunn Jørgensen Dragland - Foto:Siren Høyland/Det Norske Teatret
Ingrid Jørgensen Dragland. Foto: Siren Høyland/Det Norske Teatret

26 de maio terão a oportunidade de ver a atriz Ingrid Jørgensen numa performance musical incorporada num trio de jazz clássico em Vila Nova de Gaia. Uma peça sobre saudades e em defesa de quem mais precisa. Às 19h00 na Armazém 22. A não perder!

A peça norueguesa “Jørgensen e Moe” é uma homenagem ao poeta norueguês Ingvar Moe, criada pela atriz e vocalista Ingrid Jørgensen.

Jørgensen e os músicos Ole Kristian Wetten, Lars Andrè Kvistun e Tom Rudi Torjussen compuseram música para os poemas e romances de Ingvar Moe. Lasse Kolsrud é o realizador. Juntos criaram uma performance musical incorporada num trio de jazz clássico com traços das décadas de 1960 e 1970. Uma homenagem a Ingvar Moe, um poeta norueguês da região sudoeste do país, com os fiordes e o mar, que usou o humor e a sátira para assumir a defesa dos fracos, dos outsiders e das mulheres; que denunciou as «más-línguas» e falou das saudades.

A equipa espera que os portugueses possam reconhecer-se nos textos e temas do Ingvar Moe. Talvez a distância entre Noruega e Portugal afinal não é assim tão grande, uma vez que partilhamos a experiência de ter uma costa que enfrenta o Mar Atlântico?  

A peça será em norueguês, com legendas em português, 26 de maio às 19h00 no teatro A22 na Vila Nova de Gaia/Porto. É traduzido por Rita Figueiredo.