Artes e Cultura

A Noruega tem um setor de arte e cultura vibrante. Atualmente, bem como no passado, muitos artistas noruegueses e outros profissionais da cultura encontram inspiração além das fronteiras nacionais da Noruega.
Foto: www.salted.no

A arquitetura norueguesa, a música, a literatura e as artes visuais ganharam reconhecimento internacional, e vários artistas, escritores e músicos noruegueses estão entre os melhores do mundo. A internacionalização das artes e cultura norueguesas aumentou o conhecimento e o interesse pela Noruega moderna.

Nove artistas noruegueses - mais do que nunca - foram selecionados para participar na documenta, a mais importante exposição de arte contemporânea do mundo, em 2017. Vários países adquiriram direitos para produzir suas próprias versões da série de televisão norueguesa SKAM. E em 2019, a Noruega será a convidada de honra da Feira do Livro de Frankfurt pela primeira vez na história.

Drama

As peças de Henrik Ibsen (1828-1906) estão entre as mais representadas no mundo, enquanto Jon Fosse é um dos dramaturgos vivos mais amplamente representado.

Artes visuais

Edvard Munch (1863-1944) captou sua própria angústia - e indiscutivelmente o sofrimento da condição humana - na sua pintura icónica O Grito. Ida Ekblad está atualmente a deixar a sua marca no cenário artístico norueguês e internacional, com instalações que combinam pinturas, esculturas, performances, filmes e poesia.

Música

Edvard Grieg (1843-1907) foi um compositor da tradição nacional romântica que revolucionou a música do seu tempo. Hoje, êxitos de jovens músicos noruegueses, como Aurora e Astrid S, podem ser encontrados no topo das listas internacionais. Outro nome bem conhecido é Mari Boine, que mistura elementos do jazz com canções tradicionais de canto Sami (joik).

Musikk@2x.png

Alan Walker é transmitido em Xangai e São Paulo, e Sigrid foi nomeado o vencedor do BBC Music Sound de 2018.

Teater@2x.png

Alan Lucien Øyen e Winter Guests em tournée pela Europa e América do Norte.

Filme

Deeyah Khan foi duas vezes vencedora do prémio Emmy na categoria melhor documentário. Em 2016, foi nomeada a primeira Embaixadora da Boa Vontade da UNESCO pela liberdade e criatividade artística.

Arquitetura e design

Entre as empresas de arquitetura que deixaram a sua marca no estrangeiro, está Snøhetta, a empresa por detrás da Ópera de Oslo, da nova biblioteca de Alexandria (Egito) e do Memorial Nacional do 11 de Setembro no World Trade Center em Nova York. Daniel Rybakken tem recebido vários prémios nacionais e internacionais pelo seu design de mobiliário e iluminação e várias instalações de arte.

Literatura

Muitos livros noruegueses estão traduzidos e publicados no estrangeiro. Os livros de Jo Nesbø são best-sellers desde Seattle a Singapura. A "História das Abelhas" de Maja Lunde ficou no topo das listas dos mais vendidos na Alemanha durante grande parte de 2017. E os livros de Karl Ove Knausgård foram traduzidos para 30 idiomas.

Artboard 4.png

As empresas de design Northern e Vestre estão a criar empregos na Noruega, promovendo o design norueguês e os designers noruegueses.

Billedkunst@2x.png

A cerâmica de Elisabeth von Krogh e os têxteis de Ellen Grieg estavam entre os destaques na Design Miami / em 2017.